::: Sexta feira 2



>> Apresentação, por José Miguel Wisnik

>> Campo e Contracampo - entrevista com o cineasta Eduardo Coutinho por Paula Pinto e Silva, Renato Sztutman e Valeria Macedo

Nesta entrevista, o cine-documentarista carioca Eduardo Coutinho, diretor de, entre outras coisas, de), fala da sua produção, de seus projetos e sua paixão pela arte fílmica. Coutinho comenta também a produção de documentários na atualidade, discutindo questões éticas e estéticas, bem como as dificuldades que os realizadores brasileiros têm enfrentado na concretização de suas idéias. 

>> Bloco especial – Vídeo nas Aldeias

Este bloco busca refletir sobre as experiências do projeto "Vídeo nas Aldeias", criado pelo Centro de Trabalho Indigenista afim de promover atividades com vídeo junto a populações indígenas. 

Texto introdutório sobre as acusações recentes que a antropóloga Dominique Gallois têm recebido no estado do Amapá a respeito de sua atuação junto aos índios Waiãpi, em especial por sua atuação no projeto Vídeo nas Aldeias.

>>
"O índio eletrônico" (L´indigène électronique), por Dominique Tilkin Gallois e Vincent Carelli 

Os realizadores rebatem as críticas dirigidas ao CTI e sua atuação no projeto Vídeo nas Aldeias, revendo "mitos" – muito recorrentes nestas críticas – sobre a "pureza" da cultura indígena. 

>> Pelos olhos de Kasiripinã - revisitando a experiência Waiãpi do “Video nas aldeias”, por Evelyn Schuler

O projeto Vídeo nas Aldeias é discutido a partir da experiência de um videasta indígena, Kasiripinã Waiãpi.

>> Caetano Veloso pensador do Brasil, por Stélio Marras

A obra de Caetano Veloso é lida enquanto uma interpretação da cultura brasileira. Neste sentido, ela é justaposta às obras de Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Hollanda. O texto também contém um post scriptum que discute, sob esta mesma perspectiva, o livro recente de Caetano, Verdade Tropical.

Bloco Temático: Festas Brasileiras

>>
Preâmbulo sobre Festas

Texto introdutório de duas páginas sobre o significado do estudo das festas na antropologia.

>> Carta de Carlos Rodrigues Brandão à Sexta Feira e série de retratos em festas populares feitos pelo autor

>> O Narrador – "De outros carnavais" - entrevista com o antropólogo Roberto DaMatta

O antropólogo Roberto DaMatta comenta sua obra à luz dos estudos e das memórias de suas próprias experiências com festas brasileiras.

>> A Mensagem das Festas: Reflexões em torno do sistema ritual e da identidade brasileira, por Roberto DaMatta

O autor discute a identidade brasileira a partir da interpretações das festas populares nacionais. O texto é também um breve balanço de sua obra, principalmente de Carnavais, Malandros e Heróis e A casa e a rua. 

>> Texto poético de Carlos Rodrigues Brandão sobre a festa de Santa Cruz em Minas Gerais

>> Os impérios da festa – a festa do Divino no Rio de Janeiro do XIX, por Valéria Macedo

A festa do Divino Espírito Santo no Rio de Janeiro, então cede do império do Brasil no século XIX, é analisado a partir das relações entre festa e cotidiano, sua matriz barroca e seus desdobramentos no decorrer deste século.

>> Carta do monge beneditino Marcos Moraes, sobre ritual de candomblé no mosteiro da cidade de Goiás

>> Ensaio Fotográfico – A festa de Rosário em Minas Gerais, por Patrícia Gouvêa

Ensaio fotográfico – colorido e p&b – sobre a festa do Rosário na cidade de Serro, Minas Gerais. 

>> A alternativa da festa à brasileira, por Rita de Cássia Amaral

A autora discute a multiplicidade de eventos festivos no Brasil, das festas de candomblé às festas urbanas.

>> O Cru e O Cozido – "Comida de Santo, Comida de homem – receitas para festas de candomblé", por Paula Miraglia e Paula Pinto e Silva

Uma crônica apresenta a comida no candomblé, onde cada orixá tem sua preferencia. No final, são oferecidas receitas de pratos variados. 

>> Cauinagem, uma comunicação embriagada – apontamentos sobre uma festa tipicamente brasileira, por Renato Sztutman

O texto apresenta as cauinagens dos povos amazônicos, festas de consumo de bebidas fermentadas (alcóolicas), como sendo portas de entrada para suas cosmologias, principalmente no que diz respeito ao seu entendimento da alteridade.

>> Oficina de festa: o evoé de Zé Celso - entrevista, por Florencia Ferrari, Paula Miraglia e Valéria Macedo

Zé Celso Martinez Corrêa fala de festa, tema recorrente nas montagens do teatro Oficina nos anos 60. O ator e diretor aproveita também para discorrer sobre o aspecto festeiro do teatro, centrado para ele na figuro de Baco, evocando Artaud, Ésquilo e Oswald de Andrade.

>> Foto de Hélio Campos Mello do comício pelas Diretas Já no Rio

>> Entre o arcaico e o pós-moderno: heranças barrocas e a cultura da festa na construção da identidade brasileira, por Maria Lúcia Montes

A autora percorre as diversas festas brasileiras, encontrando entre elas a marca da herança barroca. Segundo ela, a identidade brasileira seria inerente ao próprio festejar.

>> Poemas de Vagner Gonçalves

>> Masculino e feminino entre os Enawene-Nawe, por Márcio Silva

O autor discute o estatuto – linguístico e cosmológico – das diferenças sexuais entre os Enenawe Nawe, povo de língua arwak do Mato Grosso. 

>>
Poema de Heitor Ferraz

>>
Émile-Robinson ou Émile-Vendredi?, por Milton Meira do Nascimento

A figura de Sexta-Feira, companheiro de Robinson Crusoé, é revisitada a partir de um texto de Jean-Jacques Rousseau sobre o Robinson de Daniel Defoe.

>> A arquitetura decisiva de um país provisório, por Dafne Sampaio

As obras de Henri Cartier Bresson e Edward Hopper são analisadas sob o tema das representações da vida cotidiana norte-americana.

Bloco cinema

Bloco fixo que contém análises e comentários de filmes recentes (no caso de 1997). 

>> Uma estrada para o impenetrável, por Rose Satiko 

A autora analisa o filme Lost Highway, de David Lynch 

>> Um céu de estrelas ou sobre o inferno terreno, por Edgar da Cunha

Pequeno ensaio sobre "Um céu de estrelas", de Tata Amaral.

>> Crede no baile de memórias, por Ana Lúcia Ferraz

A autora compara três filmes em torno da temática do sertão: Sertão de Memórias, Crede-mi e Baile Perfumado. 

>> O Brasil no circuito do cinema etnográfico, por Patrícia Monte-Mór

Balanço da IV Mostra Internacional do Filme Etnográfico, ocorrida no Rio de Janeiro, em outubro de 1997.

>> Berlim vê o Brasil, por Paula Morgado

Balanço do festival de filme etnográfico de Berlim, ocorrida em janeiro de 1998.

>> Trecho da peça Adeus Robinson, de Julio Cortazar, com fotos de Kiko Ferrite


Copyright © 2003 :: Comunidade Virtual de Antropologia :: All Rights Reserved